Home » Curiosidade » Saiba o que considerar para escolher a placa de vídeo ideal para seu PC

Saiba o que considerar para escolher a placa de vídeo ideal para seu PC

A cada novo lançamento de placas de vídeo as dúvidas dos consumidores sobre qual modelo comprar aumentam. Enquanto na propaganda várias prometem gráficos bonitos e performance potente, na realidade não são todas que conseguem entregar bons resultados na execução de programas e jogos pesados. O Olhar Digital explica como saber se uma placa é ou não potente.

Primeiramente, é preciso dizer que a placa de vídeo não faz milagre. Pense no computador como um corpo humano, mesmo que o coração bata forte, o cérebro, os rins e outros órgãos também precisam funcionar para que tudo esteja perfeito. Sendo assim, se você quer rodar os últimos lançamentos de games da nova geração é preciso investir também em memória RAM e processador.

Potência

Neste ponto há alguns dados que precisam ser analisados. O primeiro deles é a GPU, também conhecida como Graphics Processing Unit (Unidade de Processamento Gráfico, na tradução). Quando maior o resultado aqui, melhor será o desempenho da placa para processar imagens gráficas e atualizá-las na tela. O dado é medido em MHz e pode ser descrito pelo fabricante como clock da GPU ou clock da VPU.

A informação mais procurada pelos consumidores ao buscar uma placa de vídeo é a quantidade de memória que ela oferece. Esse atributo serve para armazenar as informações visuais durante a jogatina. Placas de 2 GB são superiores a placas de 1 GB. Até aqui é fácil, porém algumas delas contam com componentes com interface de 256 bits, ao invés de 128 bits e a memória é armazenada em módulos GDDR 5, ao invés de DDR 3.

Dessa forma, uma placa com menor quantidade de GB pode sim ser superior a concorrente com o dobro desse número, mas com interface e módulos antigos. GDDR 5 é uma tecnologia mais atual do que a DDR 3, analise esse aspecto, mas também não force a barra para escolher uma de placa de vídeo de 512 MB em detrimento de uma de 4 GB. É preciso pesar os dois aspectos.

Série e frequência

As placas de vídeo não são simplesmente definidas em 128 MB, 2 GB, 4 GB etc. Elas também variam de acordo com a geração na qual foram lançadas. Por isso são divididas em “séries”. No caso das placas GeForce, a série é descrita no primeiro número. Por exemplo, no caso da GeForce 820, ela é uma placa de oitava geração, enquanto a GeForce 340 é da terceira.

Os números “20” e “40” no exemplo acima referem-se ao modelo da placa. Em outro exemplo, veja que a Radeon HD 6790 tem clock de 840 MHz, largura de banda de 256 bits e clock de memória de 4,2 GHz. Apesar de ser mais antiga do que o modelo 6850, ela entrega mais potência já que a mais nova tem clock de 775 MHz, largura de banda de 256 bits e clock da memória de 4,2 GHz.

Marca

AMD e NVIDIA atualmente dominam o mercado e produzem boas placas para fins de trabalho e diversão. A escolha de uma marca frente a outra não influencia tanto se as capacidades de execução gráficas de ambas forem equivalentes.

Saídas

Outro aspecto a ser considerado são as saídas que o hardware oferece para que o computador seja conectado a um monitor ou televisor externo. Enquanto as placas mais antigas contam com saídas HDMI, que oferecem qualidade superior na exibição de imagens e som, outras oferecem somente saída VGA, tecnologia ultrapassada que transmite somente imagem, sem som. Fuja dessas.

Overclock

Esse é um recurso que pode aumentar o valor do clock da placa forçando-a para produzir mais potência. Seria como forçar um motor de um carro a trabalhar de forma mais forte ininterruptamente. Se por um lado ele pode entregar resultados melhores, por outro pode acabar ficando exausto e apresentar problemas, já que não foi produzido para trabalhar nessa potência de forma normal.

Benchmark

Uma boa maneira de analisar o funcionamento de uma placa é procurar serviços na internet com os resultados de benchmark do produto desejado. Existem diversas páginas que realizam o serviço, tais como a Videocard Benchmarks.

Perfil do usuário

Antes de comprar a placa, você precisa analisar qual o seu perfil no computador. Se busca um hardware que possibilite a execução e manipulação de programas de edição de vídeo e imagens, você não precisará gastar tanto quando alguém que busca placas que possam abrir os jogos de última geração nas configurações mais avançadas.

 

 

 

 

fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/saiba-o-que-considerar-para-escolher-a-placa-de-video-ideal-para-seu-pc/55411

Sobre Tiago R.S. Works T.I.

Tiago R.S. Works T.I.
Meu nome é Tiago Frutuoso e sou Sócio e Proprietário da R.S. Works – Soluções em T.I., que é uma empresa que está no ramo desde 2009. A R.S. Works T.I. tem certeza que a parceria entre o fornecedor e o cliente é a chave para o sucesso de qualquer projeto e é por isso que na oportunidade de oferecer seus serviços a R.S. Works T.I. foca nos itens necessários para o fortalecimento da parceria, tais como: Prazo, preço, qualidade, ética, transparência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE