Home » Bitcoin » Infográfico: veja como foi a hipervalorização da bitcoin em 2017

Infográfico: veja como foi a hipervalorização da bitcoin em 2017

Muita gente se deu bem em 2017, mas provavelmente quem se deu melhor foi quem tinha bitcoins em janeiro (ou desde antes). Ao longo do ano, a moeda virtual teve uma valorização de praticamente 20 vezes. Quem tinha uma bitcoin no começo do ano, quando ela valia cerca de R$ 3.500, hoje já tem dinheiro suficiente para comprar um belo carro ou dar entrada em um apartamento – sem precisar necessariamente ter trabalhado nada para isso.

Ao mesmo tempo, a moeda passou por alguns períodos de desvalorização súbita, chegando a perder, em alguns momentos, um quarto de seu valor em menos de uma semana. Apesar deses sustos, a bitcoin, que começou o ano sendo um assunto relativamente restrito, vem ganhando cada vez mais notoriedade como uma opção interessante – ainda que muito imprevisível – de investimento.

Essa fama que a moeda ganhou ao longo do ano se refletiu na sociedade. Uma empresa japonesa, por exemplo, já está pensando em pagar parte do salário de seus funcionários em bitcoin, a Venezuela está estudando exigir que todos os mineradores de bitcoins no país sejam registrados, e a Estônia está até pensando em lançar sua própria criptomoeda. E conforme a moeda continuar a se tornar mais popular, medidas como essas devem continuar surgindo.

Há também, por outro lado, o risco de que esse valor monstruoso que a moeda acumulou ao longo dos meses desapareça da noite para o dia. No Brasil mesmo, o presidente do Banco do Brasil fez duras críticas à moeda, chamando-a de “bolha” e “pirâmide”, e que o investimento irresponsável nela pode levar a uma crise monstruosa.

Todos esses fatos, no entanto, mostram que a bitcoin foi um dos principais assuntos do mundo da tecnologia ao longo de 2017. E para marcar esse ano fortuito, fizemos um infográfico que mostra a oscilação do preço da moeda ao longo do ano.

Abaixo, você verá uma linha do tempo que mostra a evolução desse preço ao longo dos meses, com os principais eventos que influenciaram esse preço marcados ao lado. E, embaixo do infográfico, há os links para as notícias da época em que cada um desses eventos aconteceu – afinal, ver como a nossa perspectiva sobre a moeda foi mudando ao longo do tempo também é interessante. Confira:

1. Bitcoin começa o ano valendo cerca de R$ 1.000;

2. A moeda atinge o valor de US$ 1.206, batendo um recorde que vigorava desde novembro de 2013;

3. Depois de consecutivas altas, a bitcoin supera US$ 2.000 pela primeira vez;

4. O quarto maior banco de bitcoins do mundo é hackeado, e o valor da moeda cai;

5. A Bitcoin termina de se dividir, dando origem à Bitcoin Cash. A moeda convencional dispara para mais de US$ 3.000;

6. A China ameaça proibir a bitcoin em seu território, e a moeda desvaloriza mais de 25% em uma semana;

7. O CME group, maior operador de derivativos do mundo, passa a oferecer opções para negociação em Bitcoin. O preço da moeda salta para US$ 6.450;

8. Após semana turbulenta, Japão aprova regulamentação favorável à moeda. Preço supera os US$ 8.000;

9. Bitcoin começa a ser negociada na Bolsa de Valores de Chicago, nos EUA, e chega a valer mais de US$ 18 mil.

 

 

 

 

 

fonte: https://olhardigital.com.br/noticia/infografico-bitcoin/73069

Sobre R.S. Works T.I. Administrador

R.S. Works T.I. Administrador
A R.S. Works – Soluções em T.I. É empresa que está no ramo desde 2009. Estamos com uma área grande em Tecnologia. A R.S. Works T.I. tem certeza que a parceria entre o fornecedor e o cliente é a chave para o sucesso de qualquer projeto e é por isso que na oportunidade de oferecer seus serviços a R.S. Works T.I. foca nos itens necessários para o fortalecimento da parceria, tais como: Prazo, preço, qualidade, ética, transparência.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE